Zico e Jorge Jesus

O dia 06.07.20 começou estranho. Notícias sobre o interesse do Benfica em Jorge Jesus gerou certa apreensão. Não é para menos. O treinador português mudou os rumos da história recente do Flamengo. Sem ele, o projeto ambicioso de Landim e cia percorreria caminho mais árduo rumo aos títulos.

Para mim, o treinador português representa para este ciclo de vitórias, mutatis mutandis, o que Zico significou nos anos 80. Apesar de não entrar em campo para evitar ou fazer gols, JJ deu ao time rubro-negro padrão tático europeu e o resultado foi um predomínio JAMAIS visto no Campeonato Brasileiro, além da inesquecível reconquista da Libertadores da América.

A possível saída precoce não reduz a importância do melhor treinador da história do Flamengo. Convém lembrar que se trata de um português que mora no Brasil em um cenário de pandemia, distante de sua família e amigos. Caso aconteça, será preciso entender e despedir, com todas as honras possíveis, do profissional mais importante que já passou pelo Flamengo desde o Galinho Zico.

SRN

Conteúdo exclusivo do Clube mais Querido do Brasil